Gonçalo Oliveira é o jogador com o maior número de torneios e encontros no circuito profissional em 2017. No início da carreira profissional, Gonçalo Oliveira começou por viajar pela Europa com o pai numa carrinha, antes de o passarem a fazer numa autocaravana. O portuense não desgosta da vida de “globetrotter”.

Em entrevista ao jornal O Jogo ele admite que já foi aliciado por redes de corrupção de apostas desportivas. Segue o excerto da entrevista onde ele fala sobre isso.

Os futures e os challengers são torneios que atraem redes organizadas no aliciamento de atletas. Para se perder um encontro, há quem ofereça muito dinheiro, estando tudo ligado ao mundo das apostas desportivas. Já foi alvo desse assédio?

-Muita dessa gente já sabe que não alinho nesses esquemas. Recebo mensagens nesse sentido, mas logo no mesmo segundo reencaminho-as para a Integrity Unit [entidade criada para combater a corrupção no ténis].

 
COMPARTILHAR
Artigo anteriorJogar sem as mínimas condições… e sem desrespeitar as regras
Próximo artigoQuais os cantos mais eficazes?
Sou apostador desde 2013, e sou um apaixonado por esta área. Vivo em Lisboa, sou adepto do Benfica (mas não doente), e criei projecto CaXemira Bet em 2015 para partilhar prognósticos (com principal incidência sobre o Futebol) e algum conhecimento sobre o mundo das apostas desportivas. Tento explicar aos iniciados, com uma linguagem acessível, e através de experiências próprias, algumas dicas e técnicas de sucesso.

DEIXE UMA RESPOSTA