Super Bowl LIII — New England Patriots vs Los Angeles Rams | Prognóstico

NFL. Jogo às 23.30H

New Eng­land Patri­ots e Los Ange­les Rams se enfrentam val­en­do o títu­lo do Super Bowl LIII.

Local do even­to: Atlanta – Geór­gia

A últi­ma vez que as equipes se enfre­naram foi na tem­po­ra­da 2016/17, com vitória dos Patri­ots em casa por 26x10, em par­ti­da onde eram favoritos no hand­i­cap por 13 pon­tos. O total, definido em 44 na ocasião, ter­mi­nou em under.

A par­tia será dis­puta­da no Mer­cedes-Benz Sta­di­um em Atlanta, o está­dio é fecha­do e por­tan­to, condições climáti­cas exter­nas não influ­en­ci­am dire­ta­mente na par­ti­da.

Os Patri­ots (seed #2 da AFC) chegam ao seu 3° Super Bowl con­sec­u­ti­vo. A equipe super­ou Charg­ers e Chiefs no cam­in­ho até o Super Bowl LIII e ago­ra enfrentará os Rams na grande final em reed­ição do Super Bowl de 2001, o primeiro ven­ci­do pela dupla Tom Brady e Bill Belichick.

O ataque foi o 4° mel­hor em média de pon­tos por jogo na tem­po­ra­da, com 27,3pts. Tom Brady não teve uma de suas mel­hores tem­po­radas, lançan­do 11 inter­cep­tações na tem­po­ra­da reg­u­lar e mais duas nos play­offs, mas o quar­ter­back per­manece aci­ma da média na posição e sua taxa de pass­es com­ple­ta­dos subiu de 65,8% para 71,1% na pós-tem­po­ra­da. Brady tem um con­jun­to pro­fun­do de recebedores, que inclui: Julian Edel­man, Rob Gronkows­ki, Chris Hogan, Phillip Dorsett e Cor­dar­relle Pat­ter­son. Edel­man e Gronkows­ki tam­bém não atu­aram no nív­el habit­u­al durante a tem­po­ra­da, o que abriu espaço para que o run­ning back James White fos­se o recebedor mais pro­du­ti­vo da equipe, White lid­er­ou o time em recepções tan­to na tem­po­ra­da reg­u­lar quan­to nos play­offs e tem óti­ma capaci­dade de gan­har jar­das após a recepção. A lin­ha ofen­si­va fez um tra­bal­ho óti­mo na pro­teção ao quar­ter­back, com Brady sofren­do sacks em ape­nas 3,5% das vezes em que recu­ou para faz­er um passe, os dois guards: Joe Thuney e Shaq Mason são dos destaques da OL.


Sony Michel é o prin­ci­pal run­ning back do time, mas os Patri­ots diver­si­fi­cam bas­tante no uso de seus corre­dores, com: Rex Burk­head, James White e o wide receiv­er Cor­dar­relle Pat­ter­son tam­bém gan­han­do bas­tante opor­tu­nidades de car­regadas. Como time, os Patri­ots estão dis­tribuin­do bem pass­es e cor­ri­das e a equipe tem sido efi­ciente cor­ren­do, ten­do média de 4,3yds por ten­ta­ti­va de cor­ri­da. Oito dos dez touch­downs ano­ta­dos pelo time nes­sa pós-tem­po­ra­da vier­am do jogo ter­restre, com o full­back James Develin gan­han­do opor­tu­nidades em desci­das cur­tas.

A defe­sa foi muito bem na con­tenção ao passe durante a tem­po­ra­da, o time con­seguiu 18 inter­cep­tações, sendo a 5° equipe que mais forçou turnovers. O destaque da secundária é o cor­ner­back Stephon Gilmore, o jogador foi um dos mais dom­i­nantes de sua posição nes­sa tem­po­ra­da, com 20 pass­es desvi­a­dos. O time é efi­ciente con­tra o passe mes­mo com o pass-rush não sendo tão forte, na tem­po­ra­da reg­u­lar foram ape­nas 30 sacks con­segui­dos, o time porém, cresceu de pro­dução no que­si­to nos play­offs e: Kyle Van Noy, Trey Flow­ers e Lawrence Guy fiz­er­am um bom tra­bal­ho pres­sio­n­an­do os quar­ter­backs nes­sa pós-tem­po­ra­da. A prin­ci­pal defi­ciên­cia dessa defe­sa durante a tem­po­ra­da foi a con­tenção ao jogo ter­restre, mas o front-sev­en tam­bém parece ter mel­ho­ra­do nesse que­si­to e o time fez duas boas par­tidas nos play­offs con­tra opo­nentes que vin­ham com um forte jogo ter­restre.

Cor­dar­relle Pat­ter­son é um retor­nador bas­tante tal­en­toso e fre­quente­mente colo­cou o ataque dos Patri­ots em boas posições de cam­po durante a tem­po­ra­da reg­u­lar, com média de 28,8yds por retorne de kick­off, ten­do inclu­sive ano­ta­do um touch­down através de um retorno de kick­off, já Julian Edel­man, teve menos suces­so retor­nan­do punts, com média de 7,7yds por ten­ta­ti­va. O spe­cial team dos Patri­ots teve prob­le­mas na cober­tu­ra dos chutes, per­mitin­do médias de: 24,6yds em retornos de kick­offs e 10,2yds em retornos de punt para os adver­sários. Stephen Gostkows­ki é um kick­er con­fiáv­el em chutes de média dis­tân­cia, mas foi um pouco instáv­el nos de lon­ga dis­tân­cia, indo 2–5 em ten­ta­ti­vas de field goal aci­ma de 50yds. O punter Ryan Allen tam­bém não teve uma grande tem­po­ra­da, Allen mostrou baixo alcance em seus chutes e foi impre­ciso em muitos deles.

Os Rams (seed #2 da NFC) foram invic­tos até a sem­ana 09 da tem­po­ra­da reg­u­lar, quan­do acabaram der­ro­ta­dos pelos Saints, equipe que eles der­ro­tari­am pos­te­ri­or­mente no Con­fer­ence Cham­pi­onship que trouxe eles até o Super Bowl. Esta será a primeira dis­pu­ta da Super Bowl da fran­quia des­de o retorno do time para Los Ange­les.

O ataque foi o 2° mel­hor em média de pon­tos na tem­po­ra­da, com 32,9pts. Jared Goff teve óti­mos números na tem­po­ra­da reg­u­lar, ter­mi­nan­do com rat­ing de 101.1 e lançan­do 32 touch­downs, Goff porém, caiu de pro­dução na pós-tem­po­ra­da, mostran­do bas­tante impre­cisão em seus pass­es. O grupo de recebedores inclui os tal­en­tosos: Robert Woods e Brandin Cooks mas o time se tornou menos perigoso no jogo aéreo após a lesão de Coop­er Kupp, com Josh Reynolds não man­ten­do o mes­mo nív­el do anti­go tit­u­lar na função de slot receiv­er. A equipe foca muito nos wide receivers, não uti­lizan­do tan­to os run­ning backs e tigh ends nos pass­es. A lin­ha ofen­si­va fez um tra­bal­ho decente pro­te­gen­do o quar­ter­back, mas se sai muito mel­hor abrindo espaços para o jogo ter­restre. Os dois tack­les: Andrew Whit­worth e Rob Haven­stein são os destaques da OL, enquan­to que o cen­ter John Sul­li­van é o pon­to fra­co do setor.

O jogo ter­restre é de grande importân­cia para a pro­dução ofen­si­va dos Rams, Todd Gur­ley II foi o run­ning back mais dom­i­nante da liga durante a tem­po­ra­da reg­u­lar, soman­do 1251 jar­das ter­restres e 17 touch­downs, Gur­ley porém, tem atu­a­do lesion­a­do nos play­offs, moti­vo pelo qual os Rams dimin­uíram a quan­ti­dade de car­ga de tra­bal­ho dele. A lesão não foi um grande prob­le­ma para a equipe, já que C.J. Ander­son tem atu­a­do muito bem dividin­do as car­regadas com Gur­ley.

O time pos­sui o mel­hor defen­sor da tem­po­ra­da, Aaron Don­ald, que apli­cou 20,5 sacks durante a tem­po­ra­da reg­u­lar. Ape­sar de terem o mel­hor jogador defen­si­vo, os Rams não apre­sen­taram uma defe­sa tão forte, a equipe mel­horou con­tra o jogo ter­restre nos play­offs, mas foi pés­si­ma no que­si­to durante a tem­po­ra­da, com Mark Bar­ron sendo um run­ning back bas­tante fra­co e com o time per­mitin­do média de 5,1yds por ten­ta­ti­va de cor­ri­da adver­sária, pior mar­ca da liga. O pass-rush fun­ciona por con­ta de Aaron Don­ald e: Ndamukong Suh, Sam­son Ebukam e John John­son III tam­bém são jogadores que podem pres­sion­ar os quar­ter­backs adver­sários. A defe­sa con­tra o jogo aéreo é mais efi­ciente, o line­backer Cory Lit­tle­ton é muito bom na cober­tu­ra dos pass­es, enquan­to que John John­son III evoluiu na cober­tu­ra e Aqib Tal­ib ain­da é um cor­ner­back efi­ciente. Mar­cus Peters no entan­to, foi bas­tante instáv­el nes­sa tem­po­ra­da e não é con­fiáv­el como um dos cor­ner­backs do time.


No spe­cial team, JoJo Nat­son é o prin­ci­pal retor­nador do time, se sain­do mel­hor em retornos de punt, onde teve média de 10,8yds por ten­ta­ti­va na tem­po­ra­da reg­u­lar. A equipe é ape­nas medi­ana na cober­tu­ra dos chutes, per­mitin­do médias de: 22,5yds em rertornos de kick­offs e 8,7yds em retornos de punt. O kick­er Greg Zuer­lein teve prob­le­mas com lesões nes­sa tem­po­ra­da, mas quan­do esteve em cam­po foi muito bem, con­ver­tendo 87,1% de suas ten­ta­ti­vas de field goal e indo 4–6 em chutes aci­ma de 50yds. O punter John­ny Hekker é um dos mel­hores da liga em sua função, ten­do média de 46,3yds via­jadas por chute, mostran­do tam­bém bas­tante pre­cisão em seus puns. Hekker tam­bém é uma ameaça em fake punts, já que con­segue lançar a bola e por vezes pode até cor­rer, os Rams fiz­er­am fake punts com fre­quên­cia durante a tem­po­ra­da.

Lesões

Los Ange­les Rams

Mal­colm Brown (RB, Out for sea­son), Coop­er Kupp (WR, Ina­ti­vo), Dominique Easley (DT, Ina­ti­vo), Mike Thomas (WR, Ina­ti­vo), Mor­gan Fox (DE, Ina­ti­vo), Car­los Thomp­son (LB, Ina­ti­vo), Gar­rett Sick­els (LB, Ina­ti­vo), Ryan Davis (DE, Ina­ti­vo) e Kevin Peter­son (CB, Ina­ti­vo).

New Eng­land Patri­ots

Jacob Hol­lis­ter (TE, Ina­ti­vo), Josh Gor­don (WR, Out), Bri­an Schwenke (C, Ina­ti­vo), Eric Rowe (CB, Ina­ti­vo), Ja’Whaun Bent­ley (LB, Ina­ti­vo), Jere­my Hill (RB, Ina­ti­vo), Isa­iah Wynn (T, Ina­ti­vo), Brax­ton Berrios (WR, Ina­ti­vo), Chris­t­ian Sam (LB, Ina­ti­vo), Ryan Izzo (TE, Ina­ti­vo) e Ulrick John (OL, Ina­ti­vo).

A Lin­ha

Lin­ha Pro­je­ta­da: New Eng­land Patri­ots -1
Total Pro­je­ta­do: 59

Reg­istros: Patri­ots 11–7 ATS e 7–11 O/U, Rams 9–7-2 ATS e 8–9-1 O/U.

A lin­ha foi aber­ta em um pick’em, mas com grande fluxo de apos­tas à favor dos Patri­ots, ela rap­i­da­mente subiu até Patri­ots -2,5. 69% das apos­tas vier­am no hand­i­cap dos Patri­ots nes­sa par­ti­da.

O total foi aber­to em 58,5 e caiu até 56 durante as duas sem­anas que ante­ced­er­am o even­to. 54% das apos­tas vier­am no over de pon­tos nes­sa par­ti­da.

Onde está o val­or?

Acred­i­to que os Patri­ots sejam uma equipe mel­hor no ger­al. O time de New Eng­land chegou ao Super Bowl enfrentan­do adver­sários mais qual­i­fi­ca­dos nos play­offs e a defe­sa me parece mais forte do que a dos Rams, que pos­sui Aaron Don­ald mas que como unidade não teve grandes per­for­mances na tem­po­ra­da, enquan­to que os Patri­ots se desta­cam com uma forte secundária que tem Stephon Gilmore como maior destaque. No ataque, os Rams são mel­hores moven­do a bola pelo chão, mas eu não con­fio em Jared Goff enfrentan­do uma boa defe­sa, Goff mostrou impre­cisão nos últi­mos jogos e sem­pre que enfren­tou boas defe­sas teve prob­le­mas nes­sas tem­po­ra­da. Tom Brady é o maior quar­ter­back de todos os tem­pos, mas ele não é o moti­vo da min­ha esco­la e sequer atu­ou tão bem nes­sa tem­po­ra­da, min­ha escol­ha é pau­ta­da de fato na noção de que os Patri­ots como equipe, são mel­hores do que os Rams.

Prognós­ti­co  Odd  Apos­ta na 1XBET Resul­ta­do 
New Eng­land Patri­ots -2,5 1.96

 

A Nossa Aposta está a oferecer € 10 de free bet para os apostadores que apostarem na SuperBowl

Bons green’s!

Sabe aqui como ter aces­so aos prognós­ti­cos gra­tu­itos CaX­emi­ra BET


CaX­emirabet
caxemirabet@gmail.com | www.caxemirabet.com | Face­book

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here