Gustavo Zambrano, o nosso especialista da NBA

Tipster CaXemira BET

A época 2018/2019 da NBA mar­ca o iní­cio da colab­o­ração de Gus­ta­vo Zam­bra­no com o pro­jec­to CaX­emi­ra BET. Ele é um tip­ster bem con­heci­do no mun­do das apos­tas pelas suas boas anális­es naque­la que é con­sid­er­a­da a mel­hor liga de bas­quete­bol do Mun­do. Aqui está ele a apre­sen­tar-se para os leitores do blogue CaX­emi­ra BET.

Quise­mos ficar a con­hecer um pouco sobre a sua história. Fica a saber quem é Gus­ta­vo Zam­bra­no que nes­ta entre­vista rev­ela algu­mas dicas, téc­ni­cas, e fala um pouco sobre out­ras áreas do mun­do das apos­tas não muito con­heci­das pelos apos­ta­dores em ger­al. Um teste­munho a não perder…

CaX­emi­ra BET (CXBet)Olá Gus­ta­vo, bem-vin­do á equipa Cax­emi­ra BET. Apre­sen­ta-te…
Gus­ta­vo Zam­bra­no (GZ) — Sou Gus­ta­vo Zam­bra­no, ten­ho 29 anos, sou brasileiro, nasci­do e res­i­dente em São-Paulo-SP, estudei gestão de fute­bol porém não con­clui o cur­so.

CXBet — Há quan­to tem­po andas pelo mun­do das apos­tas, e como tudo começou?
GZ — Apos­to já há 11 anos, come­cei em 2017 quan­do a Sport­ing­bet ini­ciou ativi­dades no meu país, na época, a casa ofer­e­cia um bónus de R$6,00 para que você começasse a apos­tar, criei uma con­ta, depois de um tem­po zerei mas come­cei a admin­is­trar out­ra con­ta jun­to com um pri­mo meu, no iní­cio nós apos­tá­va­mos em quase todos os esportes de for­ma con­jun­ta, tam­bém não tive­mos suces­so e ele deixou de apos­tar após ter per­di­do um All-In no Roger Fed­er­er, eu con­tin­ue, busquei aper­feiçoar meus méto­dos e pas­sei a focar nos esportes onde ten­ho mais con­hec­i­men­to e inter­esse.

CXBet - Com base na “asneira” que fizeste .. que con­sel­hos darias aos aparta­dores mais novos?
GZ — Que não joguem de for­ma aleatória, colo­can­do val­ores difer­entes em cada apos­ta, sigam sem­pre um bank fixo e uma unidade padrão e tam­bém não se importem com der­ro­tas, elas são nor­mais você não pode con­tro­lar isso.

CXBet  — Vives ape­nas das apos­tas?
GZ — Sim, mas não dire­ta­mente do meu bank próprio. Hoje eu vivo de pro­duzir con­teú­do sobre apos­tas como: Anális­es de jogos, arti­gos, pro­jeções de lin­ha e por ai vai, tam­bém sou tip­ster de Base­ball e Fute­bol Amer­i­cano no BetAd­vi­sor e tra­bal­hei por pouco tem­po para um sindi­ca­to de apos­tas. Min­ha meta é pro­duzir bons resul­ta­dos e voltar a tra­bal­har para investi­dores pri­va­dos, é mais lucra­ti­vo do que admin­is­trar um bank próprio.

Eu peguei um bank de 50 mil euros na última temporada da NBA

CXBet  — Fiquei curioso, que tipo de investi­dores são ess­es … como fun­ciona o mer­ca­do?
GZ
— Eles chamam de sindi­catos, nor­mal­mente quan­do você se desta­ca é chama­do para qeren­ciar um bank deles, aí seu lucro é sobre a per­cent­agem das unidades gan­has. Eu peguei um bank de 50 mil euros de euros na últi­ma tem­po­ra­da da NBA.

CXBet  — Qual a maneira de eles procu­rarem bons tip­sters /apostadores?
GZ -Sites, gru­pos, ver­i­fi­cadores tipo o betad­vi­sor e por aí vai, quan­do o apos­ta­dor é bom ele vai ser con­heci­do em algum momen­to e ao eles ficam de olho.

CXBet  — Quais as prin­ci­pais difi­cul­dades que encon­tras neste mun­do?
GZ — Muitas, tra­bal­har com apos­tas esporti­vas pode pare­cer o tra­bal­ho dos son­hos, mas não é bem assim, é por vezes des­gas­tante e frus­trante. Eu sou espe­cial­ista em Bas­quete, Base­ball e Fute­bol Amer­i­cano e ess­es esportes ocor­rem simul­tane­a­mente em alguns momen­tos do ano, então são muitos jogos para anal­is­ar e por vezes você fica sem perío­dos de fol­ga, já que assi­s­tir e acom­pan­har os jogos não é mais uma laz­er e sim uma exten­são do seu tra­bal­ho. Os sport­books são muito bons no cál­cu­lo das prob­a­bil­i­dades e vence-los de for­ma con­sis­tente exige mui­ta ded­i­cação e tra­bal­ho, apren­der a lidar com perío­dos de bad-run exige equi­líbrio psi­cológi­co e acom­pan­har as lig­as exige foco e ded­i­cação. Out­ra difi­cul­dade é con­cil­iar a vida pes­soal com as apos­tas, se você não for orga­ni­za­do o sufi­ciente, vai acabar tra­bal­han­do em perío­dos onde a maior parte das pes­soas estão se divertin­do, feri­adas e finais de sem­ana prin­ci­pal­mente.

CXBet — Como é um dia nor­mal no teu tra­bal­ho como apos­ta­dor e anal­ista?
GZ — Eu cos­tu­mo acor­dar por vol­ta das 7:30, no iní­cio do dia eu cal­cu­lo as prob­a­bil­i­dades das par­tidas, fecho min­has próprias apos­tas e sem segui­da orga­ni­zo o con­teú­do que eu vou pro­duzir para os sites, sejam dicas de apos­ta ou arti­gos, pro­du­zo eles e dou uma pausa até que os jogos do dia come­cem. Às vezes eu acom­pan­ho as par­tidas ape­nas por box-score e fico obser­van­do a flu­tu­ação dos números, isso me aju­da a enten­der quais que­si­tos de um jogo são mais rel­e­vantes para a res­olução final de uma par­ti­da. Out­ras vezes eu escol­ho um jogo e assis­to, mas eu gos­to de dar foco total para a par­ti­da, então quan­do estou assistin­do um jogo, eu evi­to olhar para os out­ros jogos da roda­da ou ficar comen­tan­do o jogo em redes soci­ais.

CXBet  — És espe­cial­ista em bas­quete­bol. Como nasceu a paixão pela modal­i­dade?  Acom­pan­has a modal­i­dade e este campe­ona­to há quan­to tem­po?
GZ — 
O bas­quete foi o primeiro esporte pelo qual eu me inter­es­sei de fato, aos 6 anos de idade eu acom­pan­ha­va as trans­mis­sões da NBA, na época de Michael Jor­dan e a dinas­tia dos Chica­go Bulls, ali me apaixonei pelo esporte e lem­bro da min­ha mãe me dar uma revista temáti­ca com infor­mações sobre a NBA, nes­sa revista havia uma sessão ded­i­ca­da ape­nas as estatís­ti­cas da tem­po­ra­da 95/96 e eu fica­va horas olhan­do para os números (rebotes, pon­tos, assistên­cias) e ali nasceu o meu inter­esse por estatís­ti­cas de esportes. Então ape­sar de eu faz­er out­ros esportes hoje em dia, foi com o bas­quete que tudo começou e aque­le inter­esse por estatís­ti­cas foi pri­mor­dial quan­do eu con­heci as apos­tas esporti­vas.

CXBet — Qual o clube pelo qual sim­pa­ti­zas? Porquê?
GZ — Eu torço para vários times em vários esportes difer­entes, na NBA que será o meu foco nesse site, min­ha equipe é os Chica­go Bulls, meu inter­esse pelo esporte surgiu na mes­ma época da dinas­tia do time coman­dan­do por Michael Jor­dan, os Bulls domi­navam as trans­mis­sões da NBA então não pode­ria ser difer­ente. Quan­do eu pas­sei a acom­pan­har o Fute­bol Amer­i­cano e o Base­ball, acabei adotan­do as out­ras equipes de Chica­go para torcer, no caso os Chica­go Bears e os Chica­go Cubs. No fute­bol, sou torce­dor do Corinthi­ans, equipe campeã do mun­do em 2012.

CXBet — Qual o jogo que não esque­ces? Porquê?
GZ — São vários de diver­sos esportes mas citan­do uma par­ti­da da NBA o jogo inesquecív­el é Utah Jazz x Chica­go Bulls, jogo 6 das finais de 1998, em que Michael Jor­dan con­ver­teu a ces­ta da vitória nos segun­dos finais deixan­do Bry­on Rus­sell no chão. Out­ra par­ti­da inesquecív­el foi a vitória dos Bulls sobre os Celtics no jogo 6 dos play­offs de 2009, par­ti­da que teve três over­times.

CXBet — E o jogador? Porquê…
GZ -
 Ape­sar de ser um torce­dor dos Bulls e ter assis­ti­do Michael Jor­dan, eu não cos­tu­mo idol­a­trar jogadores especí­fi­cos. Meus jogadores favoritos mudam a cada tem­po­ra­da e são nor­mal­mente jogadores que as pes­soas não prestam a dev­i­da atenção, atle­tas que eu acred­i­to que sejam subes­ti­ma­dos. Entre os que estão na NBA hoje, eu gos­to de: Lar­ry Nance JR., Tyler John­son, Spencer Din­wid­die, Ed Davis e Kyle O’Quinn, todos eles jogadores valiosos e pouco men­ciona­dos pela mídia, apos­ta­dores e fãs em ger­al.

Não costumo idolatrar jogadores específicos. Meus jogadores favoritos mudam a cada temporada

CXBet — Para quem está a começar, que mer­ca­do acon­sel­harias a inve­stir? E qual a razão..
GZ — Na NBA, os mer­ca­dos que podem levá-lo a tornar-se um profis­sion­al são: hand­i­caps e totais, é neles que os maiores lim­ites se encon­tram e tam­bém os mel­hores val­ores em lin­has de apos­ta. Eu sei que para muitos pode pare­cer ten­ta­dor faz­er apos­tas com­bi­nadas com vários favoritos da roda­da, mas não exis­tem muitos apos­ta­dores de suces­so com esse tipo de abor­dagem. Out­ro tipo de apos­ta que eu não recomen­do são espe­ci­ais de jogadores, por exem­p­lo: LeBron James over 19,5 pon­tos na par­ti­da, as odds são bem definidas para esse tipo de mer­ca­do e os lim­ites são baixos.

Na NBA, os mer­ca­dos que podem levar a tornar-se um profis­sion­al são os hand­i­caps (asiáti­cos) e totais”

CXBet — Quais os pon­tos chave para anal­is­ar um jogo de bas­quete­bol…
GZ — O prin­ci­pal é não dar mui­ta importân­cia para o que você vê em um jogo especi­fi­co, per­for­mances de jogadores e/ou de equipes vari­am muito e muitos apos­ta­dores super­val­orizam a própria capaci­dade de obser­vação. Em segui­da é enten­der quais estatís­ti­cas são real­mente impor­tantes, muitas são perigosas porque além de não con­tex­tu­al­izam dire­ito o que ocorre na par­ti­da, ain­da dão uma fal­sa impressão sobre as equipes. Por exem­p­lo: um ataque não é bom ape­nas porque ele ano­ta muitos pon­tos, uma alta pon­tu­ação pode não ser lig­a­da dire­ta­mente por efi­ciên­cia e sim pelo rit­mo com o qual a equipe actua, equipes que gas­tam pouco tem­po de posse de bola ten­dem a ano­tar muitos pon­tos, mas nem sem­pre isso é um reflexo da qual­i­dade ofen­si­va do time, os Phoenix Suns são um bom exem­p­lo dis­so.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui