O West Ham tem um dos melhores estádios da Premier League, uma massa adepta fiél e que enche praticamente o Estádio Olímpico de Londres. Todos os anos se reforça e muito, os treinadores sucedem-se, mas os resultados tardam em aparecer. Este ano não entrou bem, mais uma vez, mas deu bons sinais no jogo com o Arsenal. Nesta 4ª jornada tem um jogo de capital importância ao receber o Wolverhampton de Nuno Espírito Santo, que mostrou o que vale frente ao poderoso Manchester City.  

West Ham – Um jogo decisivo à 4ª jornada – Naturalmente que quando falo em “decisivo” é em sentido figurado, uma vez que este jogo não decide qualquer título, qualquer classificação e vale 3 pontos como qualquer outro. No entanto é um jogo que irá rotular muito esta equipa de Manuel Pellegrino relativamente à confiança que poderá ter, nesta edição da Premier League. Senão vejamos. Os hammers iniciaram o campeonato no terreno do Liverpool, de onde foram “despachados” com um rotundo (4-0). No final do jogo todos reconheceram a diferença de poderio entre as duas equipas, e foi um resultado que não beliscou a confiança dos adeptos em que esta época poderá marcar um ponto de viragem.
Assim, para o 2º jogo a expectativa era de uma boa vitória, e mais uma vez o Estádio Olímpico encheu, com os adeptos dos hammers a dizerem presente. Mas, o resultado foi novamente negativo (1-2) confirmando os mesmos “defeitos” de outrora. Seguiu-se o dérbi na casa do rival Arsenal, e notou-se a carga emocional que esses jogos, habitualmente comportam. Viu-se um West Ham nos limites, e a deixar uma boa imagem, inclusivé adiantando-se no marcador, num grande golo marcado pela sua figura maior no ataque, Arnautovic. O Arsenal empatou, e foi novamente o West Ham a estar por cima do jogo, criando muitas dificuldades aos gunners. Acabou o jogo com o mesmo desfecho com a derrota do West Ham (3-1), confirmamdo-se as fragilidades defensivas, mais uma vez. Agora é a “última” oportunidade para os hammers poderem dar um sinal de confiança aos seus adeptos. Ou ganham ao Wolverhampton, ou arriscam-se a perpetuar um cinclo que poderá ser devastador para a equipa de Pellegrini.


Wolverhampton – O projecto liderado por Nuno Espírito Santo – Não há muito mais a acrescentar sobre o que já temos dito deste Wolverhampton. Mais do que uma equipa é um projecto. Nota-se ano após ano o critério nas contratações. Os jogadores que têm chegado, apesar de haver uma “armada” portuguesa, e do mercado de referência ser campeonatos que Nuno Espírito Santo conhece bem, como o espanhol e o português, a verdade é que nota-se que os jogadores chegam para “formar um puzle”, ou por outras palavras, chegam para acrescentar algo que falta. É o caso de Rui Patrício, João Moutinho, Raul Jiménez e também Adama Traoré. Com estes jogadores o Wolverhampton aguentará, desde logo, o “choque” com o nível que se exige, quer de qualidade, quer de experiência, para se ser competitivo nesta Premier League. Ganha ainda um jogador que é “talento por lapidar”, explosivo, desequilibrador, e que tem tudo para ser um dos melhores extremos. Mas, estes jogadores vieram aumentar a qualidade existente. Recorde-se que Rúben Neves, Diogo Jota, Bonatini, Hélder Costa, são alguns dos jogadores de qualidade inegável no plantel dos Wolves. Com Nuno Espírito Santo, com a sintonia que existe dentro e fora das quatro linhas, este é o projecto do Wolverhampton que continua a consolidar-se. Os wolves prometem ser uma equipa “incómoda” para muitos dos seus adversários.

Queres ter acesso a prognósticos gratuitos por e-mail? Subscreve

* indicates required



Estatísticas e dados importantes para este jogo

  • Nuno Espírito Santo continua a fazer este Wolves crescer. Depois de chegar ao maior escalão do futebol inglês, já deu provas que pode ter uma equipa muito competitiva. Travou simplesmente a melhor equipa inglesa da atualidade.
  • O fator experiência, sempre fundamental para uma equipa que chega à Premier League foi devidamente acautelada. O Wolverhampton contratou jogadores de larga experiência, internacionais e vencedores. João Moutinho e Rui Patrício chegam com o rótulo de campeões europeus, Raul Jiménez outro internacional e já campeão pelo Benfica.
  • Nuno Espírito Santo adouptou o sistema que está na moda, com 3 defesas. Um sistema arrojado e de equipas que gostam de assumir um maior risco na busca dos três pontos. Ofensivamente é um sistema muito eficiente que não precisa deslocar muito os seus jogadores, mas defensivamente é muito exigente, e isso nota-se nos golos sofridos. Sofreu golos em todos os jogos, um total de 5, nestas primeiras 3 jornadas.
  • O West Ham é a única equipa que ainda não pontuou. Foi goleada em Anfield (4-0), depois perdeu no Emirates (3-1) e também em casa com o Bournemouth (1-2). 
  • Muita pressão neste jogo para o West Ham, apesar de estarmos apenas na 3ª jornada. A equipa até deu boa resposta no jogo com o Arsenal, mas acabou por perder novamente. A melhor notícia para os hammers é a recuperação do seu goleador e referência atacante Arnautovic.

O que pensamos e quais são as nossas apostas

As odds espelham bem a dificuldade que este jogo encerra. Se atendermos à linha do handicap (0) podemos verificar que a vitória pode cair para qualquer lado, em percentagens muito idênticas. Uma ligeira vantagem para os hammers (1.86), contra (2.12) para o Wolverhampton, o que aceita devido ao fator casa. Não tenho dúvidas, este West Ham tem potencial para render muito mais, e ficamos com aquela sensação que a equipa irá responder a qualquer momento. Será este o jogo? Talvez. Quem viu o jogo contra o Arsenal, a equipa de Pellegrini não foi inferior, aliás teve vários momentos por cima do Arsenal, mas não materializou as oportunidades criadas, e depois viu o “castigo” surgir com um golo caído do céu para o Arsenal. Essa é a imagem que ficou, num jogo em que o resultado não correspondeu, minimamente, ao desempenho das duas equipas. Por isso, ainda com um ponto de interrogação sobre se será neste jogo que vamos ver o melhor West Ham? Não é fácil, pela pressão que têm em cima dos ombros, e porque o adversário não é claramente o melhor. No entanto acredito que os hammers vão marcar, e por isso o registo do ambas marcam como aposta moderada. 

Mas, do outro lado há muita qualidade atacante, o que será difícil que o Wolverhampton fique a zeros, ainda para mais com a pouca consistência defensiva que o West Ham tem mantido, e que não é apenas desta temporada.

Prognóstico  Odd  Casa de Apostas Resultado 
Ambas Marcam  1,66

 

A nossa aposta dinâmica vai no sentido daquilo que ficou na retina no último jogo com o Arsenal. Reconheço que é uma aposta arriscada, mas este jogo é de capital importância para o West Ham, que, se tinha “alguma desculpa” nas derrotas no Emirates e em Anfield, tudo ficou mais complicado quando tiveram de dar resposta em casa, com o Borunemouth. Essa derrota, os adeptos ainda não entenderam, e se voltarem a falhar com o Wolverhampton poderá confirmar um ciclo negativo onde será muito complicado sair. Por vezes também é necessário olhar para a frente, e se não vencer este jogo, não se anteveem melhores oportundiades nas próximas duas jornadas, com uma deslocação ao terreno do Everton seguindo-se a recepção ao Chelsea.
Além disso, o West Ham irá jogar nos limites, pois este Wolverhampton já mostrou ser um adversário muito muito perigoso para os seus adversários, com jogadores de grande categoria.
O handicap (0) protege-nos no caso de empate, pelo que a 1.86 vejo valor.

Prognóstico  Odd  Casa de Apostas Resultado 
West Ham AH 0 1,86
Casa de apostas de referência
JOGOS AO-VIVO | AS MELHORES ODD’S |O SAQUE DE DINHEIRO MAIS RÁPIDO

REGISTA-TE AQUI

 

Bons green’s!

Sabe aqui como ter acesso aos prognósticos gratuitos CaXemira BET


CaXemirabet by O Homem de Caxemira
caxemirabet@gmail.com | www.caxemirabet.com | Facebook

 

DEIXE UMA RESPOSTA