rafael-infante-2A min­ha namora­da refi­la, e com razão, diga-se, que o mun­do das apos­tas reti­ram muito tem­po à relação. E quan­do as mul­heres têm razão, o mel­hor é fugir… ou então faz­er algu­mas coisas que elas queiram. Decidi­mos nos jun­tar a um grupo de ami­gos que no domin­go, dia 27, foram ao Teatro Arman­do Cortez, em Lis­boa, ver o espetácu­lo Infan­taria, do ator brasileiro Rafael Infante. Pois bem… Toda a gente gos­ta de se rir. Pen­sei eu, não é nada má ideia. Até porque os últi­mos dias nas apos­tas desporti­vas não têm cor­ri­do da mel­hor for­ma.

Li o resumo deste espetácu­lo de humor, e pen­sei que me ia rer a valer, pois o humorista prome­tia relatar cenas do quo­tid­i­ano embaraçosas, mas com o toque de humor a des­drama­ti­zar aqui­lo tudo. Mais. A expeta­ti­va esta­va em alta. Afi­nal este ator tin­ha per­ten­ci­do ao Por­ta dos Fun­dos (mes­mo sendo um dos ele­men­tos com menos destaque, que entre­tan­to já sair — e eu pas­sei a perce­ber porquê).

A min­ha exper­iên­cia neste espec­tácu­lo foi igual a um jogo de fute­bol de brasileirão. 90 min­u­tos (o espetácu­lo não dura tan­to tem­po) com a bola (pode-se aqui faz­er um para­lelis­mo com piadas) empata­da de um lado para o out­ro, e de vez em quan­do lá havia um goli­to (leia-se uma pia­da bem con­segui­da) para ani­mar mal­ta. Tal como um típi­co jogo de brasileirão, não foram muitos. Foram ape­nas um ou dois golos. E já me pos­so dar de con­tente.

Ago­ra abu­so, abu­so, é preço de que se paga (15 €) para a duração da peça — tudo espremid­in­ho não chegou a uma hora. Pes­soal do Por­to, atenção. Ele está a ir para o Norte.

Entre­tan­to, já avi­sei a min­ha maria: para a próx­i­ma escol­heu, e será uma comé­dia em por­tuguês.


ohome­mde­cax­emi­ra

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here