A carreira de Wenger no Arsenal está mesmo a chegar ao fim.  Bários nomes têm sido apontados ao lugar de treinador no Arsenal. Damos agora a conhecer os onze treinadores mais bem posicionados, segundo as casas de apostas, para suceder a o mítico treinador do Arsenal. E nem houve espaço para nomes como Eddie Howe, Ralf Rangnick ou Diego Simeone.

  1. Leonardo Jardim (AS Mónaco)

Muitos acreditam que o tempo de Leonardo Jardim pelo principado já chegou ao fim e que, por isso, esta é a altura certa para o madeirense abandonar o clube. A associação ao Arsenal já não é de agora, sequer, tendo sido sempre um dos principais nomes apontados pelas casas de apostas para suceder ao francês.

2. Thomas Tuchel

O futuro do treinador alemão continua em aberto enquanto não existir confirmação oficial por parte do próprio ou do PSG acerca da sua contratação e, por isso, Tuchel é um dos nomes mais apontados à sucessão de Wenger. Tuchel, porém, é um nome improvável e não é só porque segundo a imprensa alemã e francesa há muito assinou pelo PSG. É-o, principalmente, porque na altura em que esteve no Borussia Dortmund teve um desentendimento com Sven Mislintat, entretanto apresentado como o novo diretor de recrutamento do Arsenal.

3. Rafa Benítez (Newcastle United)

É um dos nomes mais surpreendentes entre aqueles que são apontados como possíveis sucessores de Wenger. O técnico espanhol vai cumprindo a terceira temporada ao serviço do Newcastle depois de ter promovido o clube inglês na temporada passada e deixando-o por esta altura na décima posição da Premier League. Em Londres, Benítez podia assim regressar à elite do futebol e conhecer o quarto clube da carreira na Premier League. A grande justificação dada pela imprensa espanhola para que o Arsenal enverede por Rafa Benítez prende-se com a possibilidade do espanhol resolver o problemas defensivos que têm assolado a equipa nos últimos tempos.

4. Julian Nagelsmann (TSG Hoffenheim)

Nagelsmann é o atual menino bonito do futebol alemão e do próprio futebol europeu no geral. Aos 30 anos, o jovem técnico continua a fazer milagres no Hoffenheim e até numa temporada em que perdeu dois dos jogadores mais fundamentais da equipa (Süle e Wagner), mantém a pressão sobre os lugares de Liga dos Campeões bem forte. A três jogos do final da Bundesliga, são apenas dois pontos que separam o 5º lugar Hoffenheim do 4º classificado Bayer Leverkusen. Para já, porém, Nagelsmann refutou os rumores que o ligam ao Arsenal e diz-se totalmente focado no Hoffenheim.

5. Brendan Rodgers (Celtic)

Outro dos nomes mais surpreendentes que tem sido apontado à sucessão de Wenger no Arsenal é Brendan Rodgers. O norte-irlandês que em 2014 quase levou o Liverpool FC ao título inglês tem somado títulos na Escócia e ao longo dos últimos meses tem reabilitado a carreira no Celtic Park. Queira, o Arsenal, Brendan Rodgers, o Celtic já assumiu que não se irá opor à saída do norte-irlandês.

6. Patrick Vieira (New York City FC)

Patrick Vieira é a associação mais romântica de todas. O antigo internacional francês passou nove anos ao serviço do Arsenal entre 1996 e 2005, capitaneou o clube e é considerado uma das lendas dos Gunners. O próprio já disse que nove anos como jogador não são suficientes para assumir a posição, mostrando-se mais interessado em continuar a ganhar experiência ao serviço do NY City FC antes de assumir uma posição de tamanha exigência como a do Arsenal. Vieira que, recorde-se, ainda não treinou qualquer clube na Europa à exceção das camadas jovens do Manchester City.

7. Massimiliano Allegri (Juventus)

Massimiliano Allegri é, segundo a imprensa, o grande favorito da direção do Arsenal para a sucessão a Wenger, mesmo que o italiano ainda ao serviço da Juventus até não seja o principal favorito nas casas de apostas. O nível de organização e sucesso recente de Allegri ao comando da Vecchia Signora parece ser o grande ponto a favor do italiano.

8. Carlo Ancelotti

Carlo Ancelotti ganhou muitos fãs em Inglaterra aquando da sua passagem pelo Chelsea, mas o técnico italiano poderá estar próximo de ficar fora da corrida ao cargo de treinador no Arsenal em função das muitas notícias que dão conta da apresentação de uma proposta por parte da federação italiana. Ancelotti, porém, há muito que diz estar interessado em ser treinador do Arsenal.

9. Joachim Löw (Alemanha)

Mais um lugar em aberto, mais uma temporada volvida, mais uma vez Joachim Löw é apontado ao lugar de treinador de um dos grandes clubes europeus. Depois de Niko Kovac ter sido confirmado como treinador do Bayern Munique, é agora ao Arsenal que Löw mais é associado. Veremos se o fim do Mundial 2018 será também o fim de uma ligação que dura há 12 anos.

10. Mikel Arteta (Manchester City)

Atualmente treinador adjunto de Guardiola no Manchester City, com o sucesso do emblema de Manchester, Mikel Arteta tem ganho bastante crédito recentemente. O seu passado ao serviço do Arsenal tornam-no, por isso, aos 36 anos, um dos principais candidatos à sucessão de Wenger, num clube onde até terminou a carreira depois de cinco épocas de canhão ao peito. Tal como Patrick Vieira, Arteta é uma espécie de opção romântica para a sucessão a Wenger.

11. Luís Enrique

Por fim, Luís Enrique. O antigo treinador de FC Barcelona, AS Roma ou Celta Vigo é o grande favorito das casas de apostas à sucessão a Wenger no Arsenal e a verdade é que as “odds” caíram vertiginosamente nas últimas horas em função de rumores que davam conta de que o clube inglês já tinha apresentado uma proposta ao técnico espanhol. Desde que deixou o FC Barcelona no final da temporada 2016/17, Luís Enrique enveredou num “período sabático” longe dos relvados.

 

Podes desde já deixar a tua aposta na 1XBET. Regista-te aqui, escolhe o teu treinador e ganhar dinheiro com a tua aposta.

REGISTA-TE AQUI E GANHA UM BÓNUS DE 100% SOBRE O TEU PRIMEIRO DEPÓSITO

 

*Notícia publicada originalmente em bancada.pt

 

DEIXE UMA RESPOSTA